segunda-feira, 24 de agosto de 2009

imperialismo e neocolonialismo







olá galera do 9 º ano, espero que estejam bem... como prometi ai vai um resuminho do Imperialismo e algumas imagens ara serem refletidas ok?



O crescimento industrial conduziu as potências europeias industriais a uma corrida pela posse de novos territórios, onde procuravam obter: matérias-primas mais baratas para alimentar a sua indústria; novos mercados para onde pudessem escoar o seu produto; e novas possibilidades e investir capitais na criação de indústrias e na construção de infra-estruturas. Os seus investimentos visavam fomentar a expansão do comércio.

Foi desta forma que as potências industrializadas tomaram a decisão de ocupar novos territórios e exercer a sua influência sobre outros países em África, na Ásia e na América.

A corrida pela posse de colónias teve, para além de motivações económicas, outras razões: o reforço do poder militar e estratégico; a ideia de superioridade da raça branca que justificava a “missão civilizadora” dos europeus em relação a outros povos que consideravam menos desenvolvidos, ou mesmo inferiores; e a possibilidade de, pela ocupação dessas regiões, criar melhores condições de vida a uma população europeia em crescimento, que optava pela emigração. Os europeus entendiam-se civilizados e tinham uma visão racista, porque entendiam-se superiores aos homens de raça negra.





O domínio dos europeus em África conduziu a profundas desigualdades sociais. Nos finais do século XIX e inícios do século XX, o imperialismo europeu exerceu-se, essencialmente, em África. Também Portugal se encontrava na corrida em busca de novas áreas de influência.

Com a realização da Conferência de Berlim (1884/1885) onde ficou decidido o novo direito colonial, segundo o qual a ocupação efectiva de um território substituía o direito histórico de descoberta, Portugal procurou formas de defender estas colónias, dado ter em 1822, perdido a colónia do Brasil. Assim, foram realizadas expedições de exploração do interior de África e em 1891 a Sociedade Portuguesa de Geografia apresenta o chamado mapa cor-de-rosa, ligando Angola a Moçambique.


A Inglaterra reage pois interessava-lhe aquela zona central – Chire – livre para passar do Cairo ao Cabo (colónias inglesas). Desta feita, a Inglaterra envia um Ultimato a Portugal obrigando-o a retirar as suas tropas das regiões do Chire, vendo-se obrigado a ceder pois não podia tinha condições de entrar em guerra com Inglaterra.


Agora que você leu um pouco mais sobre o imperialismo, leia e tente resolver as seguintes questões:
7- "Quando os brancos chegaram, nós tínhamos as terras e eles a Bíblia; depois eles nos ensinaram a rezar; quando abrimos os olhos, nós tínhamos a Bíblia e eles as terras". Essa frase - atribuída a Jomo Kenyatta, fundador da República do Quênia - remete à partilha da África, no quadro do imperialismo europeu.
a) Comente e interprete o trecho.
b) O que ficou determinado na Conferência de Berlim?(NOVAES, Carlos Eduardo e RODRIGUES, Vilmar. "Capitalismo para principiantes". 20º edição, São Paulo, Ática, 1991, p.88)

8- Em relação à expansão imperialista na Ásia, na segunda metade do século XIX, pode-se afirmar que o Império Chinês foi:

a) anexado ao Japão anulando a ameaça imperialista.
b) desmembrado em colônias pelas potências européias.
c) dividido em zonas de influência pelos países ocidentais.
d) incorporado ao Império Britânico compondo a Commonwealth.
Dúvidas? Traga para sala de aula e nós conversaremos.
abraços!



2 comentários:

  1. OLá prof. tdb?

    professora adoramos o seu blog,ajudou agenti a estudar pra prova.

    obrigada bjux de vitoria e nathalia 9 ano B.

    ResponderExcluir
  2. oi prof muito obrigado por ter me ajudado a fazer o meu trabalho.

    ResponderExcluir